Vingança

— Rafa! – a voz soava como um mero sussurro, o que, claro, era mentira. A voz gritava em puro desespero, mas para ele, parecia um mero sussurro. – Rafa! – Será que ela não percebia? Não era possível ouvi-la claramente. – Rafa! – e a voz sumiu.

Os olhos da jovem derramavam lágrimas, sua boca tremia, estava deitada sobre o corpo inerte de Rafael; ele, seu amado, estava morto...

— Sua morte fora marcada por uma brutalidade sem tamanho, um tiro no peito, a morte chegou dolorosa. De o disparo veio? Ninguém sabe. O que se viu a seguir nos trouxe uma tristeza ainda maior, Luísa, sua noiva, debruçada em lágrimas sobre o corpo, sua voz gritando o nome dele tão alto que até quem não o viu cair sentiu um arrepio percorrer a espinha. Mas, quem o matou? Apesar de outras pessoas estarem por ali, ninguém sabe dizer de onde veio o disparo. O culpado? Este ainda é um mistério.

Onde comprar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *